Suplemento Alimentar – BENEFÍCIOS DO ZINCO

Categoria(s): Alimentos funcionais, Atuação Preventiva, Cuidados alimentares


Suplemento Alimentar –BENEFÍCIOS DO ZINCO

O zinco tem inumeráveis propriedades que o convertem em um componente essencial para o organismo.

Sistema Imunológico – O zinco tem grande importância na síntese de células imunológicas como em sua ação de defesa contra vírus, bactérias e fungos. Auxiliando na proteção contra resfriados, gripes, conjuntivite e outras infecções (Sena e Pedrosa, 2005).

Metabolismo – participa de reações de síntese ou degradação de carboidratos, lipídeos, proteínas, hormônios e ácidos nucléicos, estimula a atividade de mais de 100 enzimas, como a superóxido dismutase. Está envolvido nos processos de transporte e expressão da informação genética.

Antioxidante – por ter uma ação antioxidante, diminui a quantidade de radicais livres no organismo. Esta ação antioxidante pode estar diretamente relacionada à prevenção do envelhecimento precoce da pele, a cicatrização de feridas e irritações cutâneas.

Fertilidade – atua sobre os hormônios sexuais, estimulando a fertilidade de ambos os sexos, age na diminuição da próstata aumentada.

 

Tags: , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Suplemento Alimentar – O PAPEL DO ZINCO

Categoria(s): Alimentos funcionais, Cuidados alimentares, Cuidados preventivos


Suplemento Alimentar – O PAPEL DO ZINCO

Frutas e verdurasO zinco é um micronutriente essencial para o funcionamento do organismo. É encontrado em alimentos como a carne vermelha e frutos do mar, leite e derivados, farinha de trigo integral, germe de trigo, ovos, fígado de boi, peru, amendoim, nozes, semente de abóbora e água potável.

O zinco participa de reações na síntese ou degradação de carboidratos, lipídeos, proteínas e ácidos nucléicos. Também está envolvido nos processos de transporte, função imune, expressão da informação genética,  manutenção do crescimento e do desenvolvimento, defesa antioxidante (Sena e Pedrosa, 2005).

A deficiência do zinco atraso no crescimento celular, perda de cabelo, diarréia, atraso da maturidade sexual, diminuição do apetite, cansaço, depressão, unhas quebradiças, lesões de pele e deficiência do sistema autoimune (Shils, et.al. 1994).

O excesso de zinco esta associado com baixos níveis de cobre, alterações na função do ferro, diminuição da função imunológica e dos níveis de colesterol bom. O zinco não é considerado tóxico, embora sua ingestão possa provocar náuseas e diarréia. A inalação de óxido de zinco pode provocar lesões nos pulmões e, em todo o sistema respiratório.

Referências:

SENA, K. C. M., PEDROSA, L. F. C.(2005) Efeitos da suplementação com zinco sobre o crescimento, sistema imunológico e diabetes. Rev. Nutr., Campinas, v. 18, n. 2, p. 251-259,

SHILS, M.E., OLSON, J. and SHIKE, M. (1994) Modern Nutrition in health and disease. 18. Edition.

 

Tags: , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Cobalto – Toxicidade: O que causa?

Categoria(s): Alimentos funcionais, Intoxicações, Terapia antioxidante


Intoxicação


Em níveis superiores ao recomendado (aprox. 8 mg por dia) é observado o aumento da glândula tireóide, dano renal e hepático, dermatite e cardiomiopatia

IMPORTANTE – Artistas, artesãos e, principalmente, operários que trabalham nas atividades cerâmicas, podem estar sujeitos a algumas “doenças” decorrentes da falta de proteção, que acarretam ao longo dos anos graves problemas de saúde. Assim, vários produtos em forma de óxidos, carbonatos, cloruros, fosfatos, etc., muito utilizados nas artes do fogo são potencialmente “perigosos” se manuseados de forma aleatória com falta dos cuidados básicos necessários, produtos como: Cádmio, Selênio, Bário, Cromo, Cobalto, Cobre, Lítio, Sódio, Arsênico, Bismuto, Berilo, Zinco, e tantos outros, podem causar dermatites, miocardiopatias, insuficiência reanl e hepática pelo acumulo dos tóxicos durante anos.

Tags: , , , , , , , , , , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Page 1 of 3123