Arquivo de Exames laboratoriais

Dengue – Como diagnosticar?

Categoria(s): Exames laboratoriais, Infecções virais, Infectologia, Programas de saúde


Diagnóstico

Para diagnosticar a dengue, faz-se um teste clínico chamado de prova do laço, além de exames laboratoriais com amostras de sengue, como contagem de plaquetas e globulos vermelhos.

Tags: ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Doença de Addison – Como é feito o diagnóstico?

Categoria(s): Distúrbios endócrinos, Exames laboratoriais


Diagnóstico

AddisonAs manifestações clínicas da doença de Addison são inespecíficas e de difícil reconhecimento por serem muito vagos, como, astenia, perda de peso, anorexia, fadiga, tonteiras, letargia, depressão, cólicas abdominais, náuseas, vômitos, diarréia, redução da libido, impotência e amenorréia.  Os pacientes podem notar que a pele e em especial as cicatrizes têm ficado escurecidas, e no exame das gengivas observa-se um hiperpigmentação ao redor dos dentes, este fato se deve ao aumento de produção de melatonina. Assim, os achados laboratoriais podem confirmar a suspeita clínica da doença.

Dados laboratoriais – Os níveis de glicocorticóides (cortisol) apresentam uma variação diurna, sendo que os níveis séricos máximos ocorrem entre 4 hs e 8 hs da manhã.

Os níveis baixos de cortisol associados a níveis altos de ACTH (> 100 pg/ml) sugerem insuficiência adrenal primária, enquanto que níveis de ACTH normais ou diminuídos associados a níveis baixos de cortisol sugerem insuficiência adrenal secundária.

Estudo por imagem – O estudo da adrenal por imagem é fundamental para sugerir a possível etiologia. Se as glândulas adrenais apresentarem sinais de atrofia (imagens reduzidas) a etiologia mais provável é a adrenalite auto-imune. Se em contraste, as glândulas adrenais apresentarem-se aumentadas de tamanho, deve-se pensar em causas infecciosas (blastomicose) ou infiltrativas (hemocromatose). Tuberculose da adrenal deverá ser a primeira da investigação, caso as adrenais se apresentarem com aumento de tamanho na ressonância magnética.
Nos casos em que a etiologia é a adrenalite auto-imune, deve-se investigar outros distúrbios glandulares auto-imune, como tireoidites.

Referências:

Bateman A, Singh A et al – The immune-hypthalamic-pituitary-adrenal axis. Endocr Rev. 1989;10:92-112.

Chrousos GP – The hypothalamic-pituitary-adrenal axis and immune-mediated inflammation. N Engl J Med 1993;332:1351-1362.

Oliveira A, Nácul FE – Insuficiência Adrenal no Paciente Crítico: Artigo de Revisão. JBM 2004;87(2):81-90.

Tags: , , , ,


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Helicobacter pylori – Como é feito o diagnóstico?

Categoria(s): Distúrbios digestivos, Distúrbios Inflamatórios, Exames laboratoriais, Infectologia


Diagnóstico

O diagnóstico da infecção pode ser feito no exame durante o exame endoscopico do estomago, onde a pesquisa do H.pylori pode ser realizada somente pelo teste da urease, com apenas uma biópsia para exame histopatológico na altura da incisura angularis. Além de possibilitar a identificação da bactéria, o exame histopatológico permite também avaliar o tipo e a intensidade da inflamação da mucosa gástrica, a presença ou não de atrofia, metaplasia, displasia, neoplasia e a classificação da gastrite.

Teste da urease
Devido à facilidade, rapidez, baixo custo e eficiência, o teste da urease pode ser considerado o recurso mais importante dos endoscopistas para o diagnóstico da presença do H. pylori, na prática diária. O fragmento da mucosa gástrica é colocado em frasco contendo uréia e vermelho fenol como indicador de pH. Graças à grande produção da enzima urease pelo H. pylori a uréia é desdobrada em CO2 e amônia, aumentando o pH e mudando a cor da solução de amarela para avermelhada. O teste é considerado positivo quando a mudança de cor aparece em até 24 horas. Vários trabalhos concordam que esse método tem sensibilidade variando entre 93% e 97% e especificidade em torno de 98%. Baseados no mesmo princípio existem testes, chamados de ultra-rápidos, que podem ser lidos em apenas um minuto.

Tags:


Veja Também:

Comentários     Envio por Email Envio por Email


Page 2 of 1712345...10...Last »